Quantidade de Páginas visitadas

ÓRGÃOS COLEGIADOS DA ESCOLA

CONSELHO ESCOLAR

    O que é – O Conselho Escolar é um órgão colegiado de natureza consultiva, deliberativa, avaliativa e fiscalizadora sobre organização e a realização do trabalho pedagógico e administrativo da instituição escolar em conformidade com as políticas e as diretrizes educacionais da Secretaria de Estado da Educação, a Constituição Federal, a Constituição Federal, a Constituição Estadual, a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, o Estatuto da Criança e do Adolescente, o Projeto Político-Pedagógico e o Regimento Escolar.

Quem faz parte - O Conselho Escolar é composto por representantes da comunidade escolar e de representantes de movimentos sociais organizados e comprometidos com a educação pública, presentes na comunidade, sendo presidido por seu membro nato, o(a) diretor(a) da escola.

O Conselho Escolar, de acordo com o princípio da representatividade e proporcionalidade, é constituído pelos seguintes conselheiros:

Diretor: Vanderlei Deves
Representante da Equipe Pedagógica: Aline Denise Esfoglia
Representante do Corpo Docente: Noeli Terezinha Martins Bartz
Representante dos Funcionários Administrativos: Rosemeri Aparecida Deves de Castro
Representante dos Funcionários de Serviços Gerais: Carolina Gertrudes Capitani
Representante do Corpo Discente:
Representante dos pais de alunos:
Representante do Grêmio Estudantil: Eduardo Plizzari
Representante dos movimentos sociais organizados da comunidade (APMF, Associação de Moradores, Igrejas, Unidades de Saúde, etc): Nelson Roglin



 DIREÇÃO

DIRETOR: Vanderlei Deves

TEL.: (46) 3554- 1139

CEL.: (46) 99184346

PLANO DE AÇÃO 2005/2006

    “Mudanças
O tempo te pôs a mão na cabeça e ensinou três coisas.
Primeiro: você pode crer em mudanças quando duvida de tudo,
Quando procura a luz dentro das pilhas,
O caroço nas pedras, a causa das coisas, seu sangue bruto.

Segundo: você não pode mudar o mundo conforme o coração.
Tua pressa não apressa a História.
Melhor que teu heroísmo,
Tua disciplina na multidão.

Terceiro: é preciso trabalhar todo dia, toda madrugada
Para mudar um pedaço de horta, uma paisagem, um homem.
Mas mudam, essa é a verdade.”
( Domingos Pellegrini Jr.)

O papel que a escola desempenha na formação de indivíduos e, consequentemente, de toda a sociedade é fator inegável e indiscutível. E por isso mesmo, o trabalho na escola implica em fazer escolhas e tomar decisões, uma vez que, por menor que seja a intervenção feita pelo professor, tanto em sala de aula quanto nos diversos setores que envolvem a escola, contribui para a formação do aluno. E, sendo o aluno o centro de todo o trabalho escolar, uma vez que é para ele e por ele que a escola existe, faz-se necessário ter clareza do tipo de indivíduo que se deseja formar, para, então, formular e executar planos de trabalho de modo coerente e consistente.
O trabalho que se pretende realizar nestes dois anos de gestão escolar, tem como prioridade o estudante. Através da elaboração deste plano de ação como candidata à função de diretora da Escola Estadual Sagrada Família, tem-se como finalidade a pretensão de contribuir para a formação de cidadãos moral e intelectualmente autônomos; que cada pessoa seja capaz de adquirir informações, buscar ampliá-las e operar com as mesmas, chegando a conclusões e opiniões bem fundamentadas; cidadãos que compreendam e respeitem as diferenças, a diversidade, que consigam perceber os problemas que os cercam e resolvê-los, que saibam agir de modo flexível, sabendo trabalhar em grupos, enfim, que possuam aptidões e saibam analisar os fatos de modo crítico e responsável na sociedade em que estejam inseridos.
Dentro desta perspectiva, a escola assume um papel de extrema importância na vida de cada educando que nela se matricula e da sociedade como um todo, considerando-se que ela assume o papel de estruturadora do pensamento social, mostrando-se também como responsável pela possibilidade de inserção do estudante-cidadão no seu meio, através da comunicação, da organização de idéias diversas. O domínio competente dessas bases estruturadas pela escola torna-se condição fundamental para o desenvolvimento da autonomia, a base da cidadania.
Neste plano de ação, pretende-se expor uma diversidade de operações vistas como necessárias ou que serão lançadas como sugestões no sentido de contribuir com o bom desenvolvimento das atividades na escola, envolvendo alunos, familiares, professores e funcionários; pois o momento histórico em que vivemos requer trabalhar em equipes, ouvindo as opiniões do grupo, dos pais, alunos e comunidade como um todo; desta forma pretende-se promover uma gestão democrática, aberta a sugestões, ouvindo e analisando críticas construtivas, realizando constantes avaliações de metas e de resultados, e, com este conjunto de fatores, contribuir para a formação dos alunos.

* A Escola Estadual Sagrada Família localiza-se no pequeno distrito com o mesmo nome, no interior do município de Planalto. O turno de funcionamento é no período matutino e vespertino, atendendo cerca de 160 alunos; possui uma realidade bem peculiar pois no mesmo prédio, funciona a Escola Municipal Emilio Link e no período noturno atende uma turma de alunos de PAC da EJA e oferece atividades esportivas a comunidade no ginásio de esportes; por isso, o trabalho sempre precisa ser em conjunto com a direção da escola municipal, requerendo um bom relacionamento entre ambas as direções, fator este que até o presente momento tem ocorrido de forma bastante harmoniosa, pois não havendo nenhum tipo de desentendimentos ou problemas de quaisquer natureza, inclusive, contamos com o apoio total do município em praticamente todas as ações da escola. A grande maioria dos estudantes são filhos de lavradores, agricultores, pertencentes à classe social de baixa renda; praticamente todos os pais possuem apenas as primeiras séries do Ensino Fundamental concluídas; as famílias constituem-se basicamente de três a quatro filhos, sendo que poucos destes possuem o Ensino Médio concluído. Nesta comunidade, a escola tida como um ponto de referência para todas as famílias exercendo um papel preponderante; é nela onde os pais depositam a esperança de que seus filhos escolarizados estejam aptos a participar da comunidade de modo crítico, tendo condições de lutar por uma sociedade melhor, mais justa e igualitária, melhorando inclusive a sua própria vida e a de seus familiares.
O trabalho que se pretende realizar durante a gestão 2006/2007 é, basicamente dar continuidade ao que já se vinha fazendo no decorrer do ano de 2005, apenas com a intenção de ser mais arrojada e desafiadora, propondo projetos mais ousados - no sentido de exigirem maior empenho e dedicação - envolvendo sempre família e escola, buscando uma integração cada vez maior com a comunidade em geral; não se pretende sonhar com mudanças impossíveis, utópicas como grandes reformas do prédio, construções, etc. mas a mudança desejada é que se consiga transformar a realidade destes alunos, elevar sua auto-estima, proporcionar condições de melhoria de sua qualidade de vida, seu bem-estar, e acima de tudo incentivar a busca de conhecimentos científicos.



INSTÂNCIAS COLEGIADAS

    O Conselho Escolar, o Conselho de Classe, a Avaliação, a Recuperação de Estudos, a escolha dos Representantes de Turma, o Grêmio Estudantil, são setores de extrema importância e responsabilidade na escola, sua nova estruturação está ocorrendo devido os trabalhos de reformulação do Projeto Político Pedagógico ainda em andamento na escola. No entanto, esses mecanismos terão um papel fundamental e indispensável para a realização dos trabalhos que se tem em vista para esta gestão escolar, considerando que tais instâncias colegiadas, estando bem organizadas e sólidas, só têm a contribuir para a construção da escola como espaço de tomadas de decisões coletivas para o bom andamento de todas as atividades.




APMF

    As Associações de Pais, Mestres e Funcionários exercem uma função exemplar nas escolas públicas do Paraná, uma vez que colaboram de modo direto em todas as instâncias escolares, principalmente auxiliando nas tomadas de decisões importantes e nas atividades em que a família precisa participar de modo mais direto. Por isso, a escolha dos componentes deve ser democrática, através de eleições diretas dos membros. É fundamental que o diretor e demais membros conheçam e respeitem o Estatuto da mesma, e sempre procurem enaltecer e valorizar o trabalho voluntário em todos os setores da sociedade.

PLANO DE AÇÃO

2006 – Dar continuidade aos projetos e trabalho que foram iniciados em 2005 e que tiveram bons resultados, tais como: Participação nos Jogos Municipais, Participação nos projetos como: FERA, Com Ciência, Recital de Poesias Municipal, Canta Planalto, Projeto Leitura, enfim, na medida do possível sempre participar das atividades que visem o enriquecimento do currículo.
Além destas participações, pretende-se ainda incentivar a criação de um projeto de reciclagem de lixo, a partir da criação da Agenda 21 da escola, visando um trabalho de ação e conscientização para a preservação ambiental e revertendo em recursos financeiros para a escola. Trabalho este que envolverá os dois anos a que esta gestão se propõe e de preferência que se torne um projeto permanente na escola, envolvendo não apenas a Direção e a Coordenação, mas toda a escola e coordenado pelos professores de Ciências e Geografia.
Vários outros projetos estarão sendo discutidos e planejados, como os Projetos sobre Drogas, Violência, Sexualidade, Resgate de Valores... Todos trabalhos possíveis e que contribuem para uma melhor formação dos nossos alunos; e para a execução dos mesmos, todos os professores e funcionários estarão envolvidos.
Estão planejados ainda os trabalhos:

  Noite de autógrafos – Organizar uma coletânea de textos, poesias, desenhos, etc. encadernar e produzir um livro cujos autores serão os alunos das 5ª e 6ª séries, quando o mesmo estiver concluído, organizar uma noite de autógrafos onde pais, amigos, comunidade virá participar/prestigiar.
Público alvo: 5ª e 6 ª séries
Professores responsáveis: pedagogo e professores de Língua Portuguesa

Concurso de desenho – considerando os inúmeros pedidos de redefinição do uniforme da escola, propor a definição de um novo modelo de logotipo para o uniforme, sendo que esse trabalho será feito através de um concurso de desenhos entre os alunos, no qual todos serão convidados a participar. Após a escolha do melhor desenho, este passará a ser o logotipo do uniforme.
Público alvo: todos os alunos da escola
Professores responsáveis: professores de Educação Artística e pedagogo.

Feira do saber – propor a realização de uma feira onde se fará uma mostra de todos os trabalhos realizados no decorrer do ano letivo, nas diversas disciplinas. Em data pré–estabelecida, toda a comunidade e município em geral será convidada a visitar e participar desta atividade escolar.
Público alvo: todos os alunos da escola
Professores responsáveis: todos os professores da escola e pedagogo.

  Jogos Inter-séries – No final do 1° semestre será organizado um festival de atividades esportivas envolvendo todas as turmas da escola, formando – se várias equipes que poderão participar de todas as atividades realizadas num período de 2 dias letivos. As atividades propostas terão auxilio de todos os professores onde os alunos poderão optar por: xadrez, futsal, voleibol, caçador, tênis de mesa, etc.
Público alvo: todos os alunos da escola.
Professores responsáveis: Educação Física.

Noite Cultural – No decorrer do ano, serão apresentadas e ensaiadas diversas apresentações artísticas, e, no final do ano, os pais serão convidados a assistirem às mais variadas apresentações, tais como: dança, teatro, dublagens, etc. em uma noite nas dependências da escola.
Público alvo: todos os alunos da escola e os pais.
Professores responsáveis: pedagogo, professores de turma e de Educação Artística.

Ato Cívico – Uma vez por semana será feito o ato cívico onde será cantado um hino, sendo que, inicialmente os professores proporão uma pesquisa onde os alunos montarão uma coletânea com todos os hinos oficias (Hino Nacional, do Paraná, do Município, da Bandeira, etc.), e a cada ato cívico será cantado um hino diferente e também se dará oportunidade para os alunos fazerem algumas apresentações culturais relativas às datas comemorativas.
Público alvo: todos os alunos da escola.
Professores responsáveis: professores de História e pedagogo.

Artesanato e trabalhos manuais: Incentivar o desenvolvimento de trabalhos manuais nas aulas de Educação Artística usando materiais alternativos e recicláveis. Visando a proteção de meio ambiente e dando uma perspectiva de renda futura aos alunos.

Confraternização envolvendo escola e comunidade – No decorrer do ano letivo aproveitar - se – á as mais variadas oportunidades para promover um maior e melhor entrosamento entre professores, funcionários, pais e comunidade em geral; sempre buscando uma descontração e o aprofundamento das relações de amizade, companheirismo e coleguismo nas dependências da escola.
Público alvo: comunidade escolar e familiares.
Professores responsáveis: direção e pedagogo. .

Qualificação de equipamentos e espaços – Incentivar para o uso consciente dos equipamentos e espaços da escola, buscando valorizar o uso responsável e o zelo aos bens materiais da coletividade.

Formação continuada – apoiar e incentivar a participação responsável em todas as atividades pedagógicas promovidas pela Secretaria de Educação, Núcleo Regional, inclusive, na medida do possível, apoiar a participação de professores em cursos e atividades que venham a contribuir para uma melhoria da qualidade de ensino e da formação dos alunos.

Clube de Mães Amigas da Escola: Após reunião para explanação do projeto, as mães serão convidadas a participar de encontros mensais, nas dependências da escola para participarem de atividades variadas, planejadas com antecedência, através das quais colaborarão com idéias, sugestões, estudos de textos sobre comportamento dos adolescentes, resgate de valores, disciplina, horários de tarefas, etc., artesanatos, culinária, etc. propiciando a integração família/escola, buscando conhecer melhor a realidade dos alunos e oportunizando a troca de conhecimentos e experiências.
Público alvo: Mães de todos os alunos da escola
Professores responsáveis: Direção e pedagogo.

Caixa para críticas e sugestões – Para garantir uma avaliação constante dos trabalhos realizados por esta gestão, será instalada uma caixa onde serão depositadas as críticas, elogios e sugestões de professores, alunos, funcionários, pais e comunidade em geral; e uma vez por semana, a caixa será aberta, lidas e analisadas as sugestões, elogios e críticas ali depositadas. Com isso, procurar – se – á melhorar cada vez mais os trabalhos na escola, visando sempre o melhor para o aluno.
Público alvo: direção e comunidade escolar.
Professores responsáveis: direção e pedagogo.

Como a gestão que se pretende ter nestes dois anos é democrática, este Plano de Ação é passível de mudanças retirando-se ou acrescentando-se idéias.

Ângela Dalbem( 2004), coloca a seguinte idéia sobre os trabalhos escolares nos dias de hoje: “A escola se constrói na sua relação com a sociedade, sendo um reflexo das necessidades socioculturais de cada época. O processo dialético de construção e reconstrução da cultura escolar desenvolve o permanente movimento de legitimação das formas institucionais que lhe dão concretude e, ao mesmo tempo, vai criando novas formas ou re-significando as antigas. Esse processo não se faz de um dia para o outro, exigindo dos sujeitos a reflexão critica de práticas já sedimentadas e a construção de novas, gradativamente, incorporando as alterações necessárias para os novos tempos.”(in Conselhos de classe e avaliação: perspectivas na gestão pedagógica da escola)

    “Se fazemos o que gostamos, é sinal de que somos livres; mas se
conseguimos gostar do que fazemos, é sinal de que somos felizes.”
( F. Veiga)



EQUIPE PEDAGÓGICA

PEDAGOGA: Aline Denise Esfoglia

PLANO DE AÇÃO:

SÍNTESE DOS OBJETIVOS PEDAGÓGICOS


    Pretendemos configurar a Escola para sua especificidade que é a transmissão do conhecimento científico, erudito e elaborado às novas gerações, com o comprometimento de todos os que nela atuam, visando a superação das condições de exclusão a que está submetida grande parcela da sociedade.
Promover estudos sistemáticos a cerca da pedagogia Histórico-Crítica enquanto teoria norteadora da prática pedagógica, tomando por base os escritos do Professor Dermeval Saviani.
Instigar no ambiente escolar a prática da leitura em geral e, em especial de matéria científica.
Superar o habitus operandis, pautado no liberalismo, na prática escolar atual como a classificação, a premiação e a promoção pessoal.
Apoiar e auxiliar o trabalho docente com vistas a superação do déficit de leitura, compreensão, domínio de vocabulário e produção escrita características das camadas populares menos favorecidas.
Disciminar, tanto quanto possível, pelo verso e pelo exemplo, valores progressistas como: estudo, planejamento, trabalho, disciplina, perseverança, retidão, honradez e solidariedade.
Sistematizar o trabalho pedagógico escolar no que tange à seleção dos conteúdos, formas metodológicas, espaço-tempo e recursos materiais.

    ATRIBUIÇÕES DO PROFESSOR PEDAGOGO

    - Coordenar a elaboração coletiva do P.P.P. e Proposta Pedagógica Curricular e acompanhar sua efetivação a partir das Políticas do SEED
- Promover e coordenar reuniões pedagógicas e grupos de estudos para aprimorar o trabalho pedagógico escolar.
- Analisar os projetos de natureza pedagógica a serem desenvolvidos na escola.
- Coordenar a organização do espaço-tempo intervindo na elaboração do calendário, formação de turmas, definição de horários de aulas, recreio, hora-atividade e outras atividades
- Responsabilizar-se pelo trabalho pedagógico didático desenvolvido na escola pelo coletivo dos profissionais que nela atuam.
- Implantar mecanismos de acompanhamento e avaliação do trabalho pedagógico, apresentando críticas e/ou sugestões que promovam o aprimoramento do trabalho pedagógico.
- Coordenar a elaboração de critérios para aquisição, empréstimos e seleção de materiais, equipamentos e livros.
- Participar da organização da biblioteca assim como do processo de elaboração dos planejamentos de ensino junto aos professores.
- Elaborar o projeto de formação continuada do coletivo dos professores.
- Organizar a hora-atividade dos professores de modo que esse espaço-tempo seja de reflexão-ação sobre a prática pedagógica de modo a garantir a socialização do conhecimento científico.
- Organizar a realização do Conselho de Classe.
- Participar do Conselho Escolar subsidiando teórica e metodologicamente as discussões
- Observar os preceitos constitucionais, a legislação educacional em vigor e o Estatuto da Criança e do adolescente como fundamentos da prática educativa.


EQUIPE ADMINISTRATIVA

SECRETÁRIA: Rosemeri Aparecida de Castro

TEL.: (46) 3554 –1122


RESPONSABILIDADES E ATRIBUIÇÕES

    A Secretária tem a seu encargo todo o serviço de escrituração escolar e correspondências, organização dos documentos referentes a secretaria, arquivos escolares, protocolos, matrículas, transferências, mantendo sempre o SERE atualizado.                 Apresentar ao Diretor os documentos a serem assinados e despachados, cumprindo os prazos. Atenção na digitação das notas e participação nos Conselhos de Classe.



EQUIPE DE SERVIÇOS GERAIS

FUNCIONÁRIAS: Carolina Gertrudes Capitani, Loremi dos Santos Leite.

FUNÇÕES, RESPONSABILIDADES E ATRIBUIÇÕES

    A equipe de serviços gerais tem a seu encargo o serviço de manutenção e preservação do prédio escolar, efetuando a limpeza e mantendo em ordem as instalações escolares bem como preparar e servir a merenda escolar com qualidade, conservando o local de preparação da merenda em boas condições de trabalho e higiene.



CONSELHO DE CLASSE

    O Conselho de Classe é órgão colegiado de natureza consultiva e deliberativa em assuntos didático-pedagógicos, fundamentado no Projeto Político-Pedagógico da Escola, e no regimento escolar, com a responsabilidade de analisar as ações educacionais, indicando alternativas que busquem garantir a efetivação do processo ensino e aprendizagem.
Conselho de Classe constitui-se em espaço de reflexão pedagógica, onde todos os sujeitos do processo educativo, de forma coletiva, discutem alternativas e propões ações educativas eficazes que possam vir a sanar necessidades/dificuldades apontadas no processo ensino e aprendizagem.
Quem faz parte – O Conselho de Classe é constituído pelo Diretor(a) e/ou Diretor(a) auxiliar, pelo(s) Professor(es) Pedagogo(s), por todos os professores e alunos representantes quem atuam numa mesma turma e/ou série, por meio de:
I – Pré-Conselho de Classe com toda a turma em sala de aula, sob a Coordenação do professor representante de turma e/ou pelo(s) pedagogo(s);
II – Conselho de Classe Integrado, com a participação da equipe de direção, do(s) professor(es) pedagogo(s), do corpo docente, da representação de alunos e pais de alunos por turma e/ou série.
É responsabilidade da direção presidir o Conselho de Classe e cabe ao pedagogo organizar as informações e dados coletados a serem estudados no Conselho de Classe.



REPRESENTANTE DE TURMAS

Não temos alunos ou professores representantes de turma.



  GRÊMIO ESTUDANTIL

    O que é – O grêmio é uma organização sem fins lucrativos que representa o interesse dos estudantes e que tem fins cívicos, culturais, educacionais, desportivos e sociais.
O grêmio é o órgão máximo de representação dos estudantes da escola. Atuando nele, o educando defende seus direitos e interesses, e aprende ética e cidadania na prática.
Quem faz parte - O grêmio é a organização dos estudantes na escola. Ele é formado apenas por alunos, de forma independente, desenvolvendo atividades culturais e esportivas.




ASSOCIAÇÃO DE PAIS, MESTRES E FUNCIONÁRIOS – APMF

    O que é – Associação de Pais, Mestres e Funcionários, e similares, - pessoa jurídica de direito privado, é um órgão de representação dos pais e profissionais do estabelecimento, não tendo caráter político partidário, religioso, racial e nem fins lucrativos, não sendo remunerados os seus Dirigentes e Conselheiros, sendo constituído por prazo indeterminado.
Quem faz parte – A Associação de Pais, Mestres e Funcionários é um órgão formado por membros de toda a comunidade escolar envolvidos no processo educacional, igualmente responsáveis pelo sucesso do desempenho da Escola Pública, que objetiva dar apoio a Direção das escolas, primando pelo entrosamento entre pais, alunos, professores, funcionários e toda a comunidade, com atividades sócio-educativas, culturais e desportivas.
  Objetivos:
I.Discutir, no seu âmbito de ação, sobre ações de assistência ao educando, de aprimoramento do ensimo e integração família-escola-comunidade, enviando sugestões, em consonância com proposta pedagógica para apreciação do Conselho Escolar e equipe-pedagógica-administrativa.
II.Prestar assistência os educandos, professores e funcionários, assegurando-lhes melhores condições de eficiência escolar em consonância com a proposta pedagógica do estabelecimento de ensino.
III.Buscar a integração dos segmentos da sociedade organizada, no contexto escolar, discutindo a política educacional, visando sempre a realidade dessa comunidade.
IV.Proporcionar condições ao educando, para participar de todo o processo escolar, estimulando sua organização em Grêmio Estudantil com a apoiada APMF e o Conselho Escolar.
V.Representar os reais interesses da comunidade escolar, contribuindo dessa forma, para melhoria da qualidade do ensino, visando à escola pública, gratuita e universal.
VI.Promover o entrosamento entre pais, alunos, professores e funcionários e toda comunidade, através de atividades sócio-educativa-cultural-desportivas, ouvindo o Conselho Escolar.
VII.Gerir e administrar os recursos financeiros próprios e os que lhe forem repassados através de convênios, de acordo com as prioridades estabelecidas em reunião conjunta com o Conselho Escolar, com registro em livro ata.
VIII.Colaborar com a manutenção e conservação do prédio escolar e suas instalações, conscientizando sempre a comunidade para a importância desta ação.








Validador

CSS válido!

Secretaria de Estado da Educação do Paraná
Av. Água Verde, 2140 - Água Verde - CEP 80240-900 Curitiba-PR - Fone: (41) 3340-1500
Desenvolvido pela Celepar - Acesso Restrito